"Invasão" da minha cozinha... - As delícias do Dudu
As delícias do Dudu
As delícias do Dudu

22

Maio

2013

“Invasão” da minha cozinha…



por Thais Ventura em Alimentação Saudável, Receitas | Tags:, , , ,
Meu marido trabalha na parte da tarde, desde que ele trocou pra esse horário, confesso que minha vida para fazer almoço melhorou muito, claro que Dudu sempre vai até mim, mas é bem mais simples com alguém pra te dar um apoio básico, mas hoje marido teve que trabalhar mais cedo, e já logo tinha pensado nos meus tempos de correria com Dudu querendo atenção e eu precisando fazer almoço, resolvi unir o útil ao agradável, e além disso, fazer umas receitas que ele pudesse comer com as mãos já que ele tem se alimentado melhor quando faço comidinhas desse tipo pra ele… Bom, bora pra cozinha com ele então, fazer um bolinho de arroz assado. 
O resultado dessa “brincadeira” foi incrível e a sujeira também , pretendo repetir muitas e muitas vezes,  isso com ele, sempre achei super importante a participação da criança no preparo dos alimentos, mas achava ele ainda muito pequeno pra isso, principalmente se a criança já é maior e tem dificuldades em se alimentar essa dica de deixar ela fazer parte do preparo de sua própria comida costuma ajudar demais na aceitação de ingredientes que geralmente há recusa. Tentem por ai também e depois me contem… Fiquem com as fotinhas do Dudu na Cozinha rs… 

A receita do bolinho de arroz que fizemos foi meio de olho, mas foi mais ou menos assim:

2 xícaras de arroz com cenoura de ontem
1 ovo caipira
1/2 xícara de leite A
1 1/2 xícara de aveia em flocos grandes
Salsinha e cebolinha a gosto
Sal marinho a gosto
Queijo parmesão ralado a gosto.

Mistura tudo, ele fica molinho então precisa ser em forminhas pode ser tipo de empada também, e depois levar ao forno…

Bora cozinhar?

Estava se achando

Ele falava:
– Tô fazendo comidinha mamãe

Um super ultra ajudante…

Colocou até no forno…

Obs: estava desligado só liguei depois que ele saiu de perto.

Depois de pronto o bolinho de arroz feito a 4 mãos…

No pratinho tinha:

Milho verde cozido
Salada de alface
Hamburginho de frango caseiro
Bolinho de arroz

Foi uma super experiência, além de ficarmos mais tempo juntos, eu ainda pude explicar pra ele cada ingredientes que ia usando… Além do almoço ter ficado pronto e delicioso, ele comeu dizendo que foi ele quem fez, lindo de mais!!!

Aproveitando quero deixar aqui uma dica, muita gente tem dificuldade que o bebê aceite a comida, infelizmente eu só conheci esse método agora apesar de ter praticado meio no instinto materno desde o começo intercalando com a papinha tradicional. Porém pode ser feito desde o inicio da introdução alimentar ele se chama Baby led weaning – BLW.

O que é o BLW?

O que é baby-led weaning?

Baby-led weaning (geralmente abreviada para BLW) significa deixar de lado papinhas e colheres e simplesmente deixar o bebê se alimentar sozinho. Muitos pais inconscientemente escolhem BLW, especialmente com o segundo ou terceiro filho. Bebês adoram copiar os irmãos mais velhos e tentar pegar comida de seus pratos e geralmente ficam mais contentes se deixem que se alimente sozinho.
Por que BLW está se tornando tão popular?

Desde a década de 1960 a idade recomendada para a introdução de sólidos passou de três para quatro e, finalmente, para seis meses, mas a forma como se introduz sólidos ainda é direcionada a um bebê de três meses. Pais tradicionalmente apresentam aos seus filhos uma fruta ou legume por vez, evoluindo para comida amassada  e outros pratos contendo pequeno pedaços após vários meses.
Em 2003, o governo do Reino Unido mudou a recomendação de acordo com a Organização Mundial de Saúde sobre a idade para bebês começarem a ingerir sólidos – a recomendação é iniciar aos seis meses. Nessa idade, a maioria dos bebês tem o pescoço firme e conseguem se sentar com apoio. A coordenação motora-visual está suficientemente desenvolvida para que eles consigam pegar a comida.
Apesar do Departamento de Saúde (Ministério da Saúde britânico) recomendar que se comece o processo com comida amassada, ele também recomenda a introdução de finger foods tão logo os pais achem que seu bebê está preparado. Alguns pais consideram seus bebês prontos de imediato (aos seis meses).
Quais os benefícios?

Gill Rapley, uma health visitor* há 25 anos, tem interesse especial em BLW. Ela acredita que bebês que são encorajados a se alimentar sozinhos, com a oferta de uma seleção de alimentos nutritivos, pode facilmente se juntar às refeições da família desde o começo e tem menos probabilidade de recusarem algum alimento quando mais velhos. Ela consideram que muitos problemas de alimentação na infância surgem da falta de vontade ou inabilidade de aceitar alimentos que requerem mastigação, e esses problemas se tornam aparentes quando bebês mudam das papinhas para as comidas de “segundo estágio”, que contém pedaços. Ela também sugere que a indústria de alimentos para bebês põe pressão desnecessária nos pais para introduzir papinhas na dieta dos bebês muito cedo.

Como fazer?

Pais que usaram BLW recomendam alimentos em forma de palito, ou alimentos que tenham cabo, como brócolis cozido. Isto porque bebês pequenos ainda não desenvolveram o movimento de pinça e só conseguem pegar alimentos com a mão toda. Se você quiser tentar BLW, ofereça uma seleção de alimentos nutritivos adequados à idade do seu bebê quando você e sua família estiverem comendo e deixe ele participar. No começo ele provavelmente vai somente brincar com a comida, ou talvez pegue pedaços de comida e comece a chupar. Continue amamentando entre as refeições. Conforme seu bebê for comendo mais sólidos, a quantidade de vezes que ele mama irá naturalmente diminuir.

Meu bebê não vai engasgar?

Pais (particularmente aqueles que introduziram sólidos na forma de papinhas para seus filhos mais velhos) se preocupam sobre a possibilidade do bebê engasgar ou ter ânsia de vômito. Gill Rapley argumenta que desde que o bebê saiba se sentar, o fato de ele conseguir manipular a própria comida e colocá-la no fundo da boca significa que o risco de engasgo é mínimo. Entretanto, é importante lembrar que bebês nunca devem ser deixados sozinhos enquanto comem.

BLW é adequado tanto para bebês amamentados quanto para bebês alimentados com fórmula?


A maior parte dos pais que experimentam BLW amamentaram os filhos e enxergam no BLW uma extensão natural do processo de amamentação. Bebês amamentados geralmente se alimentam em livre demanda e amamentação é um processo ativo, em que os bebês precisam se esforçar, usando a língua e a mandíbula para fazer a pega correta e chegar ao leite eficientemente. Pesquisas mostram que bebês amamentados regulam sua ingestão de calorias conforme suas necessidades. Faz sentido que bebês que regulam quando leite materno eles ingerem também regulem quanta comida consumirão.
Entretanto, não existe qualquer motivo que impeça um bebê alimentado por fórmula de ser introduzido aos sólidos desta forma. Se o seu bebê foi alimentado com leite artificial, você deve oferecer água diversas vezes entre as mamadas e durante as refeições. Bebês alimentados ao seio não necessitam de água porque leite materno é tanto comida quanto bebida.

Quais as desvantagem do BLW?
Nem todas os alimentos podem ser cortados de forma que seja fácil do bebê pegar, então a dieta do seu bebê pode ser limitada, a não ser que você seja muito criativa. Helen Pegg, health visitor do BabyCentre sugere que você inclua pelo menos algumas comidas amassadas no começo da introdução de sólidos. Isso permitirá que seu bebê tenha uma dieta mais variada.
Uma coisa que todos os defensores do BLW concordam é que é um processo muito bagunçado. Sua cozinha vai ficar cheia de comida – invista em uma toalha impermeável para colocar embaixo da cadeira do bebê e aceite a bagunça!
Existe algum motivo para eu não tentar BLW?

Se você tem histórico familiar de alergias, problemas digestivos ou intolerâncias alimentares, ou se seu bebê nasceu prematuro, fale com seu médico antes de começar. Se o seu bebê tem necessidades especiais e não tem habilidade para mastigar ou coordenação motora, talvez ele não consiga se alimentar sozinho, e portanto BLW não seria adequado para ele.
*health visitor: são profissionais da saúde – enfermeiras ou parteiras – treinadas para dar atendimento de saúde primário à bebês e crianças.

Destaque do Mês

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.